Dia Mundial do Tripulante de Cabine





Todos os anos, a 31 de Maio, é altura de celebrarmos a nossa profissão. É momento de reunião e celebração. Celebrar o presente, abraçar o futuro e, acima de tudo, lembrar o passado. Recordar os momentos passados no honroso desempenho das nossas funções. Um momento que nos deve encher de orgulho. Sobretudo por conseguirmos, ano após ano, juntarmo-nos e homenagear a nossa Profissão. 

Uma profissão em constante mudança, sujeita a adversidades várias, mas que é feita por nós, por todos os Tripulantes de Cabine que diariamente entregam parte de si no desempenho das suas funções. Uma profissão que, tal como tantas outras, sofreu com o passar dos anos as consequências do progresso e das mudanças de conjuntura. Mas que, no entanto, não deixou de parte o brio, a qualidade e a segurança e procura sempre aprimorar as práticas com o nobre fim de garantir que o passageiro o passageiro se sinta em casa, seguro e confortável.

Breves apontamentos históricos sobre a festa comemorativa

A 30 de Maio de 1975, no Salão Nobre da VARIG, no Rio de Janeiro, realizou-se o 1º Congresso Mundial dos Comissários e Comissárias de voo, organização da responsabilidade da ACVAR – Associação dos Comissários da VARIG.

Nesse mesmo Congresso foi decidido passar a prestar homenagem a estes profissionais da aviação comercial através da institucionalização dum Dia Mundial do Tripulante de Cabine. Esta iniciativa foi oficializada um ano depois, na data de 31 de Maio.

Contudo, durante um longo período, este evento não colheu grande adesão e, praticamente, só a Instituição brasileira lhe deu o devido relevo. Em 1984, com a constituição da APTCA – Associação Portuguesa dos Tripulantes de Cabine, os profissionais portugueses chamaram, também a si, a iniciativa dessa comemoração, que teve, então, lugar no Restaurante do Castelo de São Jorge, em Lisboa.

Em dois anos consecutivos chegou mesmo a haver permuta de colaboração entre os Tripulantes de Cabine portugueses e brasileiros.

A partir de 1988, este evento passou, entre os Tripulantes de Cabine portugueses, a ter relevante significado e a realizar-se todos os anos, sempre com o apoio determinante do SNPVAC – Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil e em estreita colaboração com esta Instituição.

Para esta comemoração são sempre convidadas as Entidades Oficiais ligadas à aviação comercial, representantes das várias Companhias Aéreas, representantes das instituições sindicais e associativas congéneres e, para além, naturalmente, dos portugueses, também os Tripulantes das Companhias estrangeiras, com estadia que abranja esse dia, nomeadamente os dos PALOP.

Para além do Restaurante do Castelo de São Jorge, esta comemoração já teve lugar em:

1989 – Pátio Alfacinha; 1990 – Casa do Alentejo; 1991 – Pavilhão D. Carlos; 1992 – Estufa-fria; 1993/94/95/96/97 – Auditório do SNPVAC; 1998 – Discoteca Kapital; 1999/2000 – Discoteca Queen’s; 2001 – Café/Disc. 100 Norte; 2002/03 – Disc./Café da Palha; 2004 – Discoteca Coconuts; 2005 e 2006 – Discoteca Kapital; 2007 e 2008 Absoluto-Be Alive Bar; 2009, 2010 e 2011 - BBC; 2012 - Room5; 2013 e 2014 - Armazém F; 2015 - BOOKS, 2016 - MAIN


 

 

Aviação Comercial

Global News

A APTCA obtém condições vantajosas para os seus Associados no âmbito cultural, social, desportivo e de lazer, através da negociação de acordos e protocolos estabelecidos com várias Entidades e/ou Instituições.